Acadêmicos de Direito e Engenharia Física da Uems visitam Living Lab MS Sebrae

  • Uems
  • 08/junho/2017 3:25 pm
  • Agência de Noticias do Governo de Mato Grosso do Sul

Dourados (MS) - Nesta quarta-feira (7.6), 43 alunos dos cursos de Direito e de Engenharia Física da Universidade Estadual de Mato Grosso do Sul (Uems), de Dourados, representando as empresas juniores, visitaram o Living Lab MS Sebrae, em Campo Grande.

Os acadêmicos foram acompanhados dos professores Loreci Nolasco e Daniel Braz, sendo recepcionados por Leandra Costa e sua equipe no Living Lab MS Sebrae. Com uma bateria de comunicações na área do empreendedorismo jurídico negocial, os participantes foram envolvidos em temas correspondentes às tecnologias e mudanças abruptas e disruptivas, como inteligência artificial decorrentes da quarta revolução industrial (revolução 4.0) e a sociedade do terceiro milênio.

“No cenário atual, onde a economia é dominada por software e ‘o foco dos negócios mudou de átomos para bits’, torna o ambiente altamente competitivo e inovador, a atuação preventiva em questões jurídicas é essencial para evitar riscos e proporcionar ganhos para o empreendedor. Eis o foco de atuação das empresas juniores jurídicas em todo o país”, ressaltou a professora Loreci.

As Empresas Juniores dos cursos de Direito e de Engenharia Física da Uems estão em processo de oficialização junto aos órgãos competentes, e com a visita ao Living Lab MS Sebrae receberam uma bateria de capacitações alavancando as ações extensionistas da Universidade.

Tanto os alunos participantes quanto os professores agradeceram ao Sebrae, “agradecemos a todos os participantes pelo engajamento e esperamos realizar muitas mais ações ainda esse ano”, disseram os professores Loreci e Daniel.

Parada para foto de toda a equipe que participou da visita no Living Lab do Sebrae. 

Living Lab

O local, inédito em Mato Grosso do Sul, foi inaugurado em junho do ano passo e é uma iniciativa do Sebrae em conjunto com 30 instituições públicas e privada. O espaço foi criado para estimular o ecossistema de empresas que tenham como base inovação e tecnologia; promovendo modelos de negócios escaláveis (replicáveis facilmente e com baixo custo) e também aqueles com pretensões de solucionar problemas sociais.

Eduarda Rosa - Universidade Estadual de Mato Grosso do Sul (Uems), com informações da Agência Sebrae de Notícias

Fotos: Sebrae

Veja Também
Últimas Notícias

Utilizamos cookies para permitir uma melhor experiência em nosso website e para nos ajudar a compreender quais informações são mais úteis e relevantes para você. Por isso é importante que você concorde com a política de uso de cookies deste site.