Aos 74 anos, aposentada concretiza sonho da casa própria em Campo Grande

  • Habitação
  • Paulo de Camargo Fernandes
  • 27/abril/2017 12:25 pm
  • Agência de Noticias do Governo de Mato Grosso do Sul

Campo Grande (MS) - "A esperança é a última que morre". A expressão pode até parecer clichê, mas para a aposentada Tertuliana Maria Ferreira Silva representa a realização de um desejo antigo, idealizado há pelo menos uma década.

Aos 74 anos de idade, Tertuliana concretizou o sonho de ter a casa própria em Campo Grande. "É uma alegria tremenda", diz. Migrante do estado de Pernambuco, a aposentada chegou a Mato Grosso do Sul em 2007 em busca de novas oportunidades.

Sempre na companhia do marido Benedito da Silva, de 58 anos, com quem é casada há 40, Tertuliana nunca desistiu de sonhar. "A gente esperou tanto que uma hora veio, por isso, é uma satisfação muito grande receber essas chaves", conta, emocionada.

Tertuliana e Benedito conhecem o apartamento em que viverão após viver anos em um comodato.

A aspiração virou realidade e a aposentada vai largar o comodato em uma chácara da Capital para viver com o esposo em um imóvel próprio, no Jardim Canguru. O apartamento que ela conquistou foi entregue nesta quinta-feira (27) pelo governador Reinaldo Azambuja.

Construído por meio de parceria entre os Governos Federal, Estadual e Municipal, o Residencial Jardim Canguru custou R$ 17,7 milhões aos cofres públicos para abrigar 272 famílias sul-mato-grossenses, uma delas a de Jacirlei Xavier de Souza, de 39 anos.

Os sorrisos da família de Jacirlei revelam a alegria de morar na casa própria.

A dona de casa é outra beneficiada com a construção dos apartamentos. "Depois de sete anos esperando, é uma benção conseguir sair do aluguel", comemora a mulher, que é mãe de dois filhos, um rapaz de 15 anos e uma menina de oito.

"São cerca de R$ 600 que eu vou economizar com o aluguel. Com esse dinheiro posso juntar um pouco para poder investir, abrir algum negócio ou fazer outras coisas", planeja. Ela vai morar no apartamento com o marido e os filhos.

Os apartamentos entregues pelo poder público tem 48,46 m², com sala/cozinha, dois quartos, banheiro e área de serviço. São 272 apartamentos divididos em 17 blocos, sendo que 17 unidades são adaptadas para pessoas com necessidades especiais.

"É uma maravilha", constata a dona de casa Luciane Gonçalves de Souza, de 28 anos. No apartamento 102 térreo, do bloco 8, ela vai viver com o esposo e os quatro filhos. "Tenho certeza que meu futuro aqui vai ser de muitas alegrias", deseja.

A primeira visita do apartamento de Luciane foi a do governador Reinaldo Azambuja.

Confira outras fotos da inauguração.

Bruno Chaves - Subsecretaria de Comunicação (Subcom)

Fotos: Chico Ribeiro

 

Veja Também
Últimas Notícias

Utilizamos cookies para permitir uma melhor experiência em nosso website e para nos ajudar a compreender quais informações são mais úteis e relevantes para você. Por isso é importante que você concorde com a política de uso de cookies deste site.