Artesanato de Mato Grosso do Sul comercializa mais de R$ 90 mil na Feiarte

  • Cultura
  • Paulo de Camargo Fernandes
  • 02/maio/2023 5:30 pm
  • Agência de Noticias do Governo de Mato Grosso do Sul

Artesãos de Mato Grosso do Sul participaram da Feiarte - Feira Internacional de Artesanato, que existe há mais de 40 anos em Curitiba, e comercializaram R$ 92.500,00. O evento aconteceu de 21 de abril a 1º de maio, com um público de 32 mil pessoas.

É a primeira vez que Mato Grosso do Sul participa da Feiarte, sendo que 100% do investimento foi da Fundação de Cultura de MS: a compra do estande, o transporte das peças e a seleção dos artesãos e entidades participantes.

Para a gerente de Atividades Artesanais da FCMS (Fundação de Cultura de MS), Katienka Klain, “o saldo final de vendas, levando em conta que a feira é toda comercializada no varejo, foi muito bom pra uma estreia". "Esperamos participar novamente em 2024, com mais peças e mais artesãos", disse.

A artesã Alice Sales Trouy, da Artems ficou empolgada com a participação na feira, “Estamos vendendo bem e estamos maravilhados com a feira e a minha arte foi muito bem aceita e desejamos voltar o ano que vem”.

A Gerência de Desenvolvimento de Atividades Artesanais levou mais de duas mil peças para a Feira, produzidas com os recursos naturais abundantes em nossa região, como madeira, fibras vegetais, cerâmica, sementes e raízes.

Selecionados por edital, participaram da feira a artesã Jane Clara Arguello e as entidades Associação dos Produtores de Artesanato e Artistas Populares do MS – Proart/MS; União Estadual dos Artesãos de Mato Grosso do Sul – Uneart/MS; Casa do Artesão de Aquidauana/Delegacia Sindical dos Artesãos de Aquidauana; Associação de Artesanato de Mato Grosso do Sul – Artems e Associação de Microempreendedores Individuais – AME.

O artesanato de MS retrata costumes, tradições e demais referências culturais do Estado. É produzido, em grande parte, com matérias primas locais e manifesta a criatividade e a identidade cultural do povo sul-mato-grossense.

As peças trazem à tona temas referentes ao Pantanal; às populações indígenas, ao intercâmbio cultural favorecido pelas divisas, pelas fronteiras com Paraguai e Bolívia e pelo movimento migratório de várias partes do país e do mundo para o Estado.

A participação na Feiarte foi muito importante para levar o artesanato de MS até Curitiba, reconheceu o diretor-presidente da FCMS, Max de Freitas.

“Fizemos um esforço coletivo entre Governo de MS e Fundação de Cultura para custear essa participação pois sabemos da importância do artesanato enquanto produto de alta qualidade de Mato Grosso do Sul, as peças são lindas, feitas por profissionais e o volume de vendas prova que estamos no caminho certo, incentivar nossos saberes gera emprego, renda e abre fronteiras aos nossos artesãos e artistas”, declarou.

A próxima feira onde os artesãos de MS terão a oportunidade de comercializar seus produtos será na Feicartes que acontecerá de 20 a 28 de maio no Centrosul, em Florianópolis.

Ana Ostapenko, FCMS
Fotos: Ediele Rosalen

Veja Também
Últimas Notícias

Utilizamos cookies para permitir uma melhor experiência em nosso website e para nos ajudar a compreender quais informações são mais úteis e relevantes para você. Por isso é importante que você concorde com a política de uso de cookies deste site.