Beach wrestling se destaca e MS fecha os Jogos Universitários Brasileiros de Praia com sete medalhas

  • Esporte
  • nrodrigues
  • 01/maio/2023 5:48 pm
  • Agência de Noticias do Governo de Mato Grosso do Sul

beach wrestling (luta olímpica na areia) foi o principal destaque de Mato Grosso do Sul nos Jogos Universitários Brasileiros de Praia (JUBs Praia) 2023, em São Luís (MA). Das sete medalhas conquistadas pela delegação sul-mato-grossense, cinco foram da modalidade.

Os demais pódios foram alcançados no beach tennis feminino e no basquete 3×3 masculino. A competição da Confederação Brasileira do Desporto Universitário (CBDU) teve início no dia 24 de abril e terminou neste domingo (30).

A equipe estadual foi organizada e coordenada pelo Governo de Mato Grosso do Sul, por meio da Fundesporte (Fundação de Desporto e Lazer) e Setescc (Secretaria de Estado de Turismo, Esporte, Cultura e Cidadania), junto à Federação Universitária de Esportes do estado (FUEMS). Ao todo, participaram 63 atletas de Mato Grosso do Sul, além seis técnicos e quatro dirigentes.

Os atletas disputaram 10 modalidades: basquete 3×3, beach handballbeach soccerbeach tennisbeach wrestlingcross training, futmesa, futevôlei, vôlei de praia e vôlei 4×4 misto. Participarão dos JUBs Praia 2023 acadêmicos de sete instituições de ensino superior (IES) do estado: Centro Universitário da Grande Dourados (Unigran), Unigran Capital, Faculdade Estácio de Sá de Campo Grande (FESCG), Universidade Anhanguera Uniderp, Universidade Católica Dom Bosco (UCDB), Universidade Federal da Grande Dourados (UFGD) e Universidade Federal de Mato Grosso do Sul (UFMS).

Conquistas

Foram quatro medalhas de ouro e uma de bronze faturadas no beach wrestling, sob comando do técnico Agnaldo Santos. Os atletas Amanda Leal (-73 kg), Pedro Samuel Silva (-90 kg), Paulo André Silva (-80 kg) e Angelo Anselmo Café (-70 kg) subiram ao lugar mais alto do pódio, representando a Faculdade Estácio de Sá. Gustavo Silva do Cantos (-80 kg), da UFGD, terminou em terceiro. Devido ao bom desempenho, a Estácio recebeu o troféu de campeã geral das IES no gênero masculino.

Vice-campeã na última edição, a dupla da UFMS formada por Naiady Ortega e Raissa Freitas se sobressaiu e, desta vez, chegou ao título no beach tennis feminino. A vitória na final foi com “sabor” de revanche sobre adversárias da Universidade de Fortaleza (Unifor-CE), que ficaram com o ouro em 2022.

“Objetivo mais que alcançado. Fomos para os JUBs Praia não só para superar nossa participação no ano passado, mas sim com a certeza de sair de quadra sabendo que fizemos nosso melhor e que aprendemos com os erros”, escreveu, em suas redes sociais, Raissa Freitas, parceira de Naiady não só nas areias, mas também no amor e na vida. Para levar a medalha dourada para casa, as sul-mato-grossenses tiveram de vencer cinco jogos ao longo da competição.

No basquete 3×3 masculino, a equipe da Unigran Capital assegurou a medalha de bronze, após eliminação na semifinal e vitória na disputa pelo terceiro lugar diante da Unifor (CE), pelo placar de 15 a 11. O quarteto sul-mato-grossense foi formado por Jeferson Chaves, Jonas Santos, Pedro Moreira e Robert Nascimento fez sete jogos no total, sendo cinco vitórias e duas derrotas.

“Foi uma ótima participação de Mato Grosso do Sul, com a maior delegação que o estado já levou aos JUBs Praia e com o desempenho mais expressivo até hoje. Por não sermos um estado litorâneo, muitos atletas se adaptaram em algumas modalidades para participar. O pessoal do futsal foi para disputar o beach soccer, a mesma situação dos atletas do handebol que foram jogar o beach hand”, avaliou o diretor de esportes de excelência da Fundesporte, Leandro Fonseca, que acompanhou a delegação na capital maranhense.

Além dos resultados, a participação evidenciou o potencial dos atletas de Mato Grosso do Sul em esportes de praia. “Temos muito potencial de crescimento nessas modalidades. Em uma conversa pós jogos com técnicos e atletas, percebemos que eles voltaram motivados a trabalhar cada vez com esses esportes e dar maior representatividade ao nosso estado nas próximas edições”, completou Fonseca.

De acordo com a CBDU, a competição na capital maranhense contou com cerca de 2,5 mil atletas de todo o país, com idade média de 17 a 23 anos, disputando as 12 modalidades: basquete 3×3, beach handballbeach soccer, beach tennisbeach wrestlingcross training, futmesa, futevôlei, vôlei de praia, vôlei 4×4 misto, skate e surfe.

Lucas Castro , Comunicação Fundesporte
Fotos: Divulgação

Veja Também
Últimas Notícias

Utilizamos cookies para permitir uma melhor experiência em nosso website e para nos ajudar a compreender quais informações são mais úteis e relevantes para você. Por isso é importante que você concorde com a política de uso de cookies deste site.