Cães ajudam Bombeiros em operações de busca, resgate e salvamento

  • Geral
  • 23/março/2017 3:46 pm
  • Agência de Noticias do Governo de Mato Grosso do Sul

Campo Grande (MS) – O Corpo de Bombeiros Militar de Mato Grosso do Sul (CBMMS) ativou em Campo Grande e na cidade de Coxim, a 280 quilômetros da Capital, o Serviço de Busca, Resgate e Salvamento com Cães. A unidade da Capital foi inaugurada nesta quinta-feira (23) pelo secretário de Estado de Justiça e Segurança Pública (Sejusp), José Carlos Barbosa, e o comandante-geral do CBMMS, coronel Esli Ricardo de Lima.

O socorro com utilização de cães já estava operando em fase experimental e de adequação no 6º Grupamento de Bombeiros do Parque dos Poderes e no 5º Subgrupamento de Bombeiros de Coxim.

Secretário de Justiça e Segurança Pública, José Carlos Barbosa, comandante-geral do CBMMS, coronel Esli Ricardo de Lima, e deputado Rinaldo Modesto, inauguram Canil do 6º Grupamento de Bombeiros.

Nessa fase os cães foram adestrados e usados em quatro ocorrências reais, contribuindo para localização de três vítimas, duas delas pessoas idosas que estavam perdidas em área de mata e foram salvas com vida. Em outra ocorrência os cães ajudaram os bombeiros na localização de vítima de afogamento. Hoje o Corpo de Bombeiros Militar possui 10 cães treinados para operações especiais de socorro.

O Corpo de Bombeiros Militar de Mato Grosso do Sul também desenvolve o projeto social Cão Herói, Cão Amigo – Terapia com Cães.

Para o secretário José Carlos Barbosa esse serviço é um exemplo de integração da técnica do Bombeiro Militar com a sagacidade do animal. “É um trabalho muito importante de busca, resgate, salvamento e também de terapia, por meio do Projeto Cão Herói, Cão Amigo, que está sendo desenvolvido pelos nossos bombeiros. Tenho certeza que o serviço vai crescer na estrutura da Capital, e em breve será estendido para outras unidades do Estado”, disse Barbosa.  

Além dos bombeiros outras unidades ligadas à segurança pública também utilizam os cães como ferramenta principal de trabalho. “Gradativamente as nossas estruturas estão utilizando o cão para o êxito de suas atividades, como os batalhões de Choque e de Operações Policiais Especiais da Polícia Militar, o que demonstra que esse animal quando bem treinado cumpre um função fundamental para o sucesso do trabalho das nossas policias”, relatou o secretário José Carlos Barbosa.

Segundo o comandante-geral do Corpo de Bombeiros do Estado, coronel Esli Ricardo de Lima, o serviço teve início na cidade de Corumbá, onde o capitão Fábio Pereira de Lima começou a utilizar o seu próprio cão chamado Iron, da raça Golden Retriever, em treinamentos para realização do Projeto Cão Herói, Cão Amigo – Terapia com Cães, com objetivo de oferecer e desenvolver atividades terapêuticas com pessoas portadoras de necessidades especiais e idosas. “Vários cursos foram oferecidos para que pudéssemos iniciar esse serviço de busca e resgate utilizando os cães, inclusive outras unidades já demonstraram interesse em implantar essa mesma modalidade”, enfatizou o coronel.  

De acordo com o coordenador do serviço, capitão Fábio Pereira de Lima, o cão quando bem treinado e operado de maneira correta pode ser o diferencial de uma operação de salvamento, principalmente quando a vítima precisa ser localizada rapidamente, pois entre ela e o socorro se encontram toneladas de escombros. “A utilização desses animais em conjunto com militares ajuda a acelerar o processo de busca e garantir o sucesso das missões, uma vez que as atividades do Bombeiro Militar tornaram-se cada vez mais complexas devido ao aumento dos números de desastres”, explicou o capitão.

Durante a solenidade também foi realizada uma simulação de resgate, em cerca de 30 segundo o cão Duke, da raça Pastor Belga, localizou uma pessoa que estava escondida dentro de um tambor.

Projeto Cão Herói, Cão Amigo – Terapia com Cães

O Corpo de Bombeiros Militar de Mato Grosso do Sul também desenvolve o projeto social Cão Herói, Cão Amigo – Terapia com Cães, que surgiu em Corumbá há quatro anos. Em Campo Grande, começou a ser realizado em 2014. Atualmente, funciona uma hora por semana na Escola Municipal Professor Mucio Teixeira Junior, na Vila Carlota, na Capital. 

O objetivo do corporação é oferecer a modalidade terapêutica as crianças de necessidades especiais das escolas e asilos, buscando o aprimoramento da reabilitação e contribuindo para melhoria da qualidade de vida, dentro de enfoque científico, numa perspectiva interdisciplinar ao seu assistido, fazendo com que este desenvolva suas capacidades físicas, cognitivas, sociais e funcionais necessárias para seu desenvolvimento global e, com isso, assumir o máximo de independência possível para sua efetiva inclusão social.

Conforme o responsável pelo projeto, capitão Fábio Pereira de Lima, a convivência com os cães produz bons resultados, principalmente nas crianças e adultos com alguma deficiência e nos idosos. “Eles são responsáveis por desenvolver habilidades como coordenação motora, fala, afetividade, relacionamento pessoal, companheirismo, socialização e memória, além de proporcionar qualidade de vida para essas pessoas com deficiência”, enfatizou.

O Projeto Cão Herói, Cão Amigo – Terapia com Cães, conta atualmente com quatro cães da raça Golden Retriever, e atendeu durante o ano de 2016, mais de 20 (vinte) instituições entre escolas, asilos, eventos, apresentações e casas de repouso, totalizando um alcance de mais de mil pessoas beneficiadas com a presença dos cães terapeutas do Corpo de Bombeiros Militar de Mato Grosso do Sul.

Regiane Ribeiro - Secretaria de Estado de Justiça e Segurança Pública (Sejusp)

Fotos: João Garrigó

 

 

Veja Também
Últimas Notícias

Utilizamos cookies para permitir uma melhor experiência em nosso website e para nos ajudar a compreender quais informações são mais úteis e relevantes para você. Por isso é importante que você concorde com a política de uso de cookies deste site.