Campanha destaca importância do vazio sanitário para controle da ferrugem asiática em MS

  • Geral
  • 21/junho/2016 5:09 pm
  • Agência de Noticias do Governo de Mato Grosso do Sul

Campo Grande (MS) - A campanha “Plantando com Responsabilidade se Colhe com Qualidade”, que busca evidenciar a importância do período de vazio sanitário da soja em Mato Grosso do Sul para o controle da ferrugem asiática, foi lançada na manhã desta terça-feira (21) pelo Governo do Estado, por meio da Secretaria de Estado de Produção e Agricultura Familiar (Sepaf) e da Agência Estadual de Defesa Sanitária Animal e Vegetal (Iagro) em ato na governadoria.

Os ótimos resultados obtidos nos últimos anos, o valor das parcerias, o trabalho realizado pela agência e as vantagens que o produtor tem ao cumprir com o estabelecido pela medida foram pontuados pelas diversas lideranças do setor.

O secretário da Sepaf, Fernando Lamas, destacou a busca pela redução de custos como uma luta da agricultura para se manter competitiva e o período de vazio sanitário fundamental para que tal objetivo seja alcançado. “Ao evitar o plantio durante esse período, o produtor já pode prever a utilização de uma quantidade muito menor de fungicidas, o que por si só já representa redução direta nos custos da sua lavoura”, completou.

As perdas já contabilizadas por conta da ferrugem asiática, para o diretor-presidente da Iagro, Luciano Chiochetta, não podem ser esquecidas pelos produtores. O período do vazio, segundo ele, é crucial para o controle da praga e a participação de todos fundamental para a obtenção de bons resultados.

Ao classificar a campanha como uma ferramenta de sustentabilidade e rentabilidade para o homem do campo, o presidente da Aprosoja/MS, Cristiano Bortolotto, avalizou a opinião da comunidade científica que considera o período fundamental para diminuição do inócuo da ferrugem asiática e ainda para a melhoria na sustentabilidade das propriedades. Ele também fez questão de destacar o trabalho dos profissionais da Iagro.

A redução do número de aplicações de fungicidas na cultura foi apontada pelo representante do Ministério da Agricultura e Abastecimento (Mapa), Ricardo Hilman, chefe do serviço de Sanidade Vegetal (SFA/MS), como um dos principais benefícios obtidos, além é claro, do controle das pragas.

Parceiro e provedor de recursos para algumas das mais importantes ações preventivas realizadas no Estado, o Ministério, segundo Ricardo, além de uma atenção especial com o meio ambiente tem ainda acentuada preocupação com a eficácia dos produtos que estão no mercado e a ausência de registro de novas moléculas para os próximos anos.

“A atitude é estratégica, pois tem a preocupação com o futuro e garante um ambiente mais seguro para produção. Estamos em um estado que convive com veranico, por isso é necessário pensar no controle da doença de forma sustentável por intermédio de sistemas eficientes como é o caso do vazio sanitário. Todos da comunidade científica são favoráveis à iniciativa que faz da agricultura uma atividade cada vez mais competitiva. Levaremos a mensagem da importância e do respeito ao período através dos técnicos do Senar/MS - Serviço Nacional de Aprendizagem Rural, que tem o contato direto com o produtor rural”, ressalta o diretor-tesoureiro do Sistema Famasul, Luis Alberto Moraes Novaes que, na ocasião, representou o presidente da entidade, Mauricio Saito.

Também participaram do lançamento o presidente do Sindicato Rural de Maracaju, Juliano Schmaedecke; secretário adjunto da Sepaf, Jerônymo Alves Chaves; diretora-presidente adjunta da Iagro, Marina Dobashi; o coordenador de operações do Inpev – Instituto Nacional de Processamentos de Embalagens Vazias, Amilton Rondon; o presidente da Aprosoja/MS – Associação dos Produtores de Soja de MS, Christiano Bortolotto; o presidente da Aprosul – Associação dos Produtores de Sementes de MS, Carmélio Rossi;  e José Alexandre Tranin, diretor executivo da Agraer.

Kelly Ventorim, com informações da Famasul

Veja Também
Últimas Notícias

Utilizamos cookies para permitir uma melhor experiência em nosso website e para nos ajudar a compreender quais informações são mais úteis e relevantes para você. Por isso é importante que você concorde com a política de uso de cookies deste site.