Caravana leva exames de ortopedia, cardiologia e outras especialidades para Ponta Porã

  • Ponta Porã
  • 17/maio/2015 9:55 pm
  • Portal do Governo de Mato Grosso do Sul

Campo Grande (MS) – A Caravana da Saúde realizou atendimentos no trabalho conjunto com mais de 33 instituições parceiras no município de Ponta Porã desde sábado (16). Instalada na Escola Estadual Miguel Marcondes Gomes e no Centro de Convenções de Ponta Porã, a Caravana disponibilizou consultas e exames com especialidades em cardiologia, reumatologia, neurologia, ortopedia, urologia, além dos atendimentos e cirurgias oftalmológicas.

Com mais de 20 salas para consultas médicas e exames, pacientes que visitaram e buscaram atendimentos neste sábado pela Caravana da Saúde, destacaram a iniciativa e a felicidade em realizar uma consulta ou exame aguardados por muito tempo. Para a funcionaria pública e moradora de Ponta Porã, Ebraina Vieira Caballero, 55 anos, a espera por uma consulta em ortopedia terminou com a chegada da Caravana em Ponta Porã.

JBC_3003

“Estive por quatro anos aguardando um especialista em coluna para viabilizar uma consulta. Cheguei a procurar médicos após os sintomas se agravarem, mas eram todos fora da cidade. Acho essencial que um programa deste porte chegue até a população de Ponta Porã já que são vários casos que se encontram na mesma situação. Desejo um sucesso enorme e que se repita este trabalho que leva assistência direta à população”, disse.

JBC_3017

De acordo com a monitora escolar, Laurinei Barbosa Moraes, 37 anos, após perceber um cansaço constante durante o trabalho, a busca por um atendimento médico se tornou constante. Sem resultados, a solução surgiu após saber da Caravana da Saúde por parentes. “Sentia muito cansaço enquanto trabalhava, ficava sem ar e o coração acelerava. As primeiras consultas pediam exames de cardiologia e maior dificuldade era conseguir agendar este exame. Com houve muita demora, o meu irmão me falou sobre a Caravana e fiz o meu cadastro. Em seguida já tive a meu exame marcado. É uma sensação de alívio depois de tanto tempo aguardando”, disse Laurinei enquanto aguardava o seu exame.

JBC_3096

Para o trabalhador rural e morador em Paranhos, Antônio Augusto de Souza, 64 anos, a dificuldade de acesso a consultas começavam na distancia entre os municípios que disponibilizam o atendimento sem a garantia de conseguir uma vaga para o procedimento. “Precisava fazer uma consulta para cardiologia, mas a distancia dos municípios que forneciam o atendimento e o custo era muito grande. Sentia muito cansaço e comecei a sentir minha mão formigar. Tive conhecimento da Caravana pelos agente de saúde que confirmaram o meu cadastro e agora poderei fazer o exame. Vejo uma modificação no atendimento por este programa. Com certeza é a garantia de saúde e de uma vida tranqüila”, destacou Antônio.

Jefferson Gonçalves - Subcom

Fotos: Jessica Barbosa

Veja Também
Últimas Notícias

Utilizamos cookies para permitir uma melhor experiência em nosso website e para nos ajudar a compreender quais informações são mais úteis e relevantes para você. Por isso é importante que você concorde com a política de uso de cookies deste site.