Com Núcleo Industrial revitalizado, ADM inaugura nova planta em Campo Grande no 2º semestre

  • Geral
  • 13/março/2017 6:03 am
  • Agência de Noticias do Governo de Mato Grosso do Sul

Campo Grande (MS) – O governador Reinaldo Azambuja garantiu a completa revitalização do Núcleo Industrial do Indubrasil, em Campo Grande, com ampliação da malha pavimentada e recuperação do asfalto já existente, entre outros serviços necessários. Com os investimentos estaduais , a ADM (Archer Daniels Midland Company) expandirá suas operações em Mato Grosso do Sul com a planta da industrialização de proteína texturizada de soja.

A indústria já opera em Campo Grande no processamento de soja e produção de óleo do grão.

Essa ação do Governo possibilita que a ADM  inicie as atividades da planta da industrialização de proteína texturizada de soja, já no segundo semestre, conforme informações do presidente da ADM América do Sul, Scott Fredericksen. Essa será maior fábrica deste segmento da América Latina, orçada em R$ 610 milhões.

O governador e o secretário de Meio Ambiente e Desenvolvimento Econômico, Jaime Verruck, reuniram-se com executivos da empresa nesta sexta-feira (10), em São Paulo. Eles assistiram a um completo histórico da implantação da fábrica sul-mato-grossense que comprova ser “o maior esforço de investimento do grupo no mundo”, disse Verruck. “A contrapartida do Governo é dotar o Núcleo Industrial da infraestrutura necessária para viabilizar a operacionalidade da empresa, bem como apoiar os demais investimentos futuros e já em atividade ali.”

Outro ponto abordado na reunião é quanto à logística. O presidente da ADM América do Sul frisou que seria fundamental a viabilização do transporte ferroviário, mas cogita ainda utilizar a hidrovia Paraguai-Paraná via Porto Murtinho. Ambas as opções demandam investimentos para adequação e revitalização.

Azambuja reforçou o pedido para que a fábrica da ADM priorize a contratação de mão-de-obra local. “São empregos qualificados e se for necessário vamos buscar parcerias para fazer a capacitação dos trabalhadores. Mas o importante é oferecer essa oportunidade e garantir esse importante investimento para Campo Grande”, completou Verruck.

A indústria

A planta da ADM em Campo Grande está em fase de conclusão e vai operar com altíssima tecnologia na produção de proteína texturizada da soja, produto alimentício obtido por meio de um complexo processo industrial chamado extrusão termoplástica. A proteína texturizada é a base para produção de hambúrgueres e almôndegas de soja, por exemplo. Dado ao alto grau de automação do processo, serão gerados cerca de 80 empregos diretos, segundo Verruck, salientando que são todas funções qualificadas.

A concretização do empreendimento foi garantida por meio da contratação de R$ 274 milhões feita pela ADM junto ao Fundo de Desenvolvimento do Centro-Oeste (FDCO). Foi a primeira contratação de recursos desse fundo concretizada para Mato Grosso do Sul, fator que, na opinião de Jaime Verruck, na época, “simbolizou o novo momento na atração de investimentos para o Estado”. O grande diferencial do FDCO é o prazo de até 20 anos para pagamento, além das taxas de juros mais baixas do mercado.

Estavam presentes na reunião, além do governador, do secretário e do presidente da ADM para América Latina: o diretor geral da empresa na América Latina, Roberto Ciciliano, e o vice-presidente de Oleaginosas para América do Sul, Luciano Botelho.

Marcelo Armôa - Secretaria de Estado de Meio Ambiente e Desenvolvimento Econômico (Semade)

Foto: Divulgação / Governo MS 

 

Veja Também
Últimas Notícias

Utilizamos cookies para permitir uma melhor experiência em nosso website e para nos ajudar a compreender quais informações são mais úteis e relevantes para você. Por isso é importante que você concorde com a política de uso de cookies deste site.