Em MS, grupo gestor do PNFA analisa resultados da auditoria do Mapa e plano de ação da Iagro

  • Geral
  • 29/outubro/2018 7:30 am
  • Agência de Noticias do Governo de Mato Grosso do Sul

Campo Grande (MS) - Cumprindo o cronograma de execução para elaboração de Plano Estratégico Estadual do Programa Nacional de Erradicação e Prevenção da Febre Aftosa, 2017-2026 que tem suas responsabilidades compartilhadas entre os setores público e privado, aconteceu um encontro do grupo gestor na Superintendência Federal de Agricultura do Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (Mapa), na Capital.

Na oportunidade foram apresentados os resultados da auditoria do Ministério na Agência Estadual de Defesa Sanitária Animal e Vegetal (Iagro), pelo auditor fiscal do Mapa, Jamil Leal e, do plano de ação elaborado pela Agência com base nas inconformidades apontadas pela auditoria, pelo vice-diretor da Iagro, Roberto Bueno.

Para avançar de status e chegar à zona livre de febre aftosa ‘sem vacinação’ em todo território nacional, representantes do Governo do Estado - por meio das Secretarias de Estado de Fazenda (Sefaz) e de Meio Ambiente, Desenvolvimento Econômico, Produção e Agricultura Familiar (Semagro); Iagro, Superintendência Federal de Agricultura do MS (SFA-MS), Embrapa Pantanal, Sistema Famasul, Novilho Precoce, Conselho Regional de Medicina Veterinária de MS (CRMV-MS), Sindicato das Indústrias de Frios, Carnes e Derivados do Estado de Mato Grosso do Sul (Sicadems) e Associação Sul-mato-grossense dos Suinocultores (Assumas) - debateram pontos importantes tanto do relatório da auditoria, quanto do plano de ação, que já está em avaliação na SFA.

Além das contribuições durante o encontro, os participantes do grupo gestor foram avisados da possibilidade de enviar sugestões até o próximo encontro quando outro balanço será apresentado.

Na busca por consolidar a condição sanitária conquistada no Brasil em relação à enfermidade ao fortalecer medidas de prevenção contra a doença, Mato Grosso do Sul, que integra o Bloco V dentro do plano, tem seguido o cronograma e prazos previstos e, segundo o titular da Semagro, Jaime Verruck, com atenção especial à discussão de um fundo privado, para que o Estado não fique restrito somente ao fundo público, que segundo ele deve receber os primeiros recursos já em janeiro de 2019.

Com a proximidade do fim do prazo para elaboração dos projetos de vigilância sanitária e fiscalização de trânsito, o diretor-presidente da Iagro, Luciano Chiochetta, sugeriu a apresentação dos projetos para o próximo encontro do grupo, como forma de avançar na execução do plano.

Kelly Ventorim - Secretaria de Estado de Meio Ambiente, Desenvolvimento Econômico, Produção e Agricultura Familiar (Semagro)

Veja Também
Últimas Notícias

Utilizamos cookies para permitir uma melhor experiência em nosso website e para nos ajudar a compreender quais informações são mais úteis e relevantes para você. Por isso é importante que você concorde com a política de uso de cookies deste site.