“Eu não aguentava mais”, diz cozinheira que retirou 31 pedras do rim na Caravana da Saúde

  • Saúde
  • 14/junho/2015 2:51 pm
  • Agência de Noticias do Governo de Mato Grosso do Sul

Três Lagoas (MS) – Quando Eliene Antônia da Silva, 35 anos, deixou Alagoas para morar em Mato Grosso do Sul não imagina que passaria por um grave problema de saúde. As fortes dores que a cozinheira sentia por causa das pedras nos rins eram tão frequentes que ela não conseguia sequer trabalhar. “Eu só chorava. Era muito enjoo e a barriga ficava inchada. Eu não aguentava mais”, lembrou.

Eliene descobriu há cinco meses que seus rins não estavam funcionando bem. Foi no início deste ano que as primeiras dores começaram, mas só na Caravana da Saúde de Três Lagoas, realizada pelo Governo do Estado na primeira quinzena de junho, é que ela se deparou com a gravidade da situação: 31 pedras nos rins, o cálculo renal. “Eu dei Graças a Deus que tiraram todas. Agora eu estou bem e tenho certeza que minha vida vai melhorar bastante”, comemorou.

Assim como Eliene, milhares de pacientes foram beneficiados pela Caravana da Saúde, que leva atendimento médico às pessoas carentes nas áreas de oftalmologia, cardiologia, pediatria e outras. “Eu mesmo não tinha como pagar R$ 8 mil por uma cirurgia de catarata do olho esquerdo”, contou o montador de andaimes Francisco José Souza, 35. Há um ano e oito meses sem enxergar nada de um olho, ele encontrou no mutirão a chance de “voltar a ver o mundo por completo”.

53ca81af8ee5d7f786b16304f120180e
Dona Eva e o governador Reinaldo

“Eu fiquei cego por causa de um trauma, um acidente entre carro e moto. Por mais que era só um olho, ficar sem enxergar é uma sensação horrível. Mas agora eu estou enxergando por causa da caravana, que chegou em uma boa hora. Antes eu estava na filma e não conseguia fazer, nem no particular que tinha que pagar R$ 8 mil”, contou.

Com 74 anos de idade, a pensionista Eva Costa Ferracini também encontrou na caravana a oportunidade de voltar a enxergar de um olho, o esquerdo. "Fiquei dois anos esperando por essa cirurgia da catarata. Foi super rápida e nada sofrida", brincou.

Participando do evento de encerramento da Caravana da Saúde de Três Lagoas, o governador Reinaldo Azambuja visitou os pacientes neste domingo (14) e discursou para a população. “Nosso objetivo é levar atendimento para essas pessoas que não tiveram a oportunidade, queremos estender as mãos e zerar a fila da saúde em Mato Grosso do Sul”, afirmou.

Fotos: Jessica Barbosa (destaque) e Chico Ribeiro

Veja Também
Últimas Notícias

Utilizamos cookies para permitir uma melhor experiência em nosso website e para nos ajudar a compreender quais informações são mais úteis e relevantes para você. Por isso é importante que você concorde com a política de uso de cookies deste site.