Minério de ferro é carro-chefe da mineração de Mato Grosso do Sul e do Brasil

  • Economia
  • Rosana Aparecida Monte Siqueira Teixeira
  • 15/agosto/2023 10:25 am
  • Agência de Noticias do Governo de Mato Grosso do Sul

O minério de ferro foi destaque da produção minerária do Brasil e de Mato Grosso do Sul. No País, o produto, que manteve a liderança nacional na produção mineral, com um valor de R$ 153,5 bilhões, detém 61% do valor total da PMB (Produção Mineral do Brasil). Consequentemente, os produtores nacionais de minério de ferro também se colocam em evidência no ranking das maiores empresas do setor mineral do Brasil.

Na lista das 200 maiores Empresas de Mineração do Brasil, para recolhimento da CFEM (Contribuição Financeira por Extração Mineral), constam 33 mineradoras produtoras de minério de ferro. A Vale lidera entre os produtores nacionais, com valor declarado de produção de R$ 115,2 bilhões, junto com a Mineração Brasileira Reunidas (do mesmo Grupo Empresarial da Vale). Juntas, elas representam 46,1% do valor total da PMB em 2022.

Nesta relação está Mato Grosso do Sul com a Empresa MCR- Mineração Corumbaense Reunida S.A ( J&F Mineração), na 8ª colocação nacional, e a 18ª no ranking geral da mineração, com duas minas em Corumbá, com extração de minério de alto teor, gerando um valor de produção de R$ 1.517.893.310,90, (0,60% do PMB Nacional), e gerando de CFEM R$ 49.448.928,11, que é dividido entre municípios, Estado e União.

Minério de ferro puxa a produção mineral do Estado que tem mineradoras entre as 10 maiores do Brasil

Ainda no município de Corumbá, a Vetria ocupa a 17ª colocação no ranking da mineração de ferro e aparece na 48ª no ranking geral, com extração do minério de ferro com três minas em operação, com R$ 400.321.205,62, que representa 0,160% do PMB, e recolhimento aos cofres públicos de CFEM R$ 12.963.506,83.

Segundo o secretário da Semadesc (Secretaria de Estado de Meio Ambiente, Desenvolvimento Econômico, Ciência, Tecnologia e Inovação), Jaime Verruck, esses números tendem a crescer no próximo ano. “Temos a mineradora MCR (J&F) que vai aumentar dos atuais 4,5 milhões, para 7 milhões até o final deste ano, e para o ano de 2024, 12 milhões de toneladas. Além disso estão fora desta lista as empresas MPP Mineração e a 3ª Mining, que já estão explorando com GU (Guia de Utilização), e que estão aguardando as Portarias de Lavra, concedidas pelo Ministério de Minas e Energia, para aumentarem a extração anual”, esclareceu.

Empregos

O município de Corumbá, com essas empresas minerarias trabalhando em 24 horas por dia, aumentou a oferta de trabalho na mineração. A MCR Mineração (J&F Mineração) tinha 600 funcionários e já contratou mais 1.000 trabalhadores este ano. Até o final de 2022, deverão ser mais 700 vagas abertas, informou o coordenador da Mineração da Semadesc e presidente do Ceter-MS (Conselho Estadual do Trabalho do MS), Eduardo Pereira.

Rosana Siqueira, com informações da Revista Brasil Mineral      

Veja Também
Últimas Notícias

Utilizamos cookies para permitir uma melhor experiência em nosso website e para nos ajudar a compreender quais informações são mais úteis e relevantes para você. Por isso é importante que você concorde com a política de uso de cookies deste site.