MS e PR devem conhecer no próximo mês sistema de inteligência de MT

  • Geral
  • 27/janeiro/2017 4:00 pm
  • Agência de Noticias do Governo de Mato Grosso do Sul

Campo Grande (MS) – Ficou definido após reunião realizada nesta quinta-feira (26), que contou com as presenças dos secretários de Justiça e Segurança Pública de Mato Grosso do Sul, José Carlos Barbosa, do Mato Grosso, Rogers Jarbas, e do Paraná, Wagner Mesquita, para tratar de assuntos relacionados ao sistema prisional, tráfico de drogas e armas, além de ações práticas para combater a modalidade de crime que leva o nome de novo cangaço (como é chamado o roubo a bancos), que as equipes de tecnologia de informação e de inteligência dos três estados devem realizar, nos dias 16 e 17 de fevereiro, uma visita técnica ao MT para conhecer o sistema utilizado por eles.

A ideia definida durante o primeiro encontro é que os estados utilizem um banco de dados já implantado em Mato Grosso, para gerenciar informações entre eles. Com a instalação da plataforma, informações sobre crimes ocorridos no Paraná poderão ser acessadas pelas policias de Mato Grosso do Sul e Mato Grosso, por exemplo. “MT atualmente possui um sistema chamado S3i, que é de integração de banco de dados. A proposta é compartilhar esse sistema. A partir daí teremos um ganho de estrutura de informações. Isso pode ser feito de forma imediata e sem custo”, destacou o secretário José Carlos Barbosa.

O que tem se buscado pelos estados diante do momento em que o país vive conforme o secretário de Justiça e Segurança Pública de Mato Grosso do Sul, é sair de uma posição reativa para uma proativa, uma vez que os três estados possuem características semelhantes, uma delas é a localização na região de fronteira. “Tenho certeza que teremos um ganho imediato com essa integração, pois a partir daí teremos ações concretas das policiais trabalhando em conjunto. Estamos nos antecipando ao Plano Nacional de Segurança Pública, que tem como medida a ser adotada a integração as forças policiais estaduais e federais, por meio dos Núcleos de Inteligência”, explicou.

Segundo Barbosa, a data da próxima reunião para apresentar os resultados concretos desta parceria também foi definida. “No dia 20 de março voltaremos a nos reunir em Mato Grosso do Sul, para apresentarmos os resultados práticos das ações que iremos implementar”, finalizou.

Carta de Campo Grande

Durante a reunião técnica também foi elaborado um documento que levou o nome de Carta de Campo Grande, que já foi encaminhada para análise dos secretários de MT e PR para aprovação do texto. A carta contém algumas considerações e reivindicações, para que seja enviada ao aos ministérios da Justiça e da Defesa, com objetivo de cobrar apoio e um envolvimento mais efetivo na questão da segurança destes estados.

Reportagem Regiane Ribeiro Assecom/Sejusp

Foto: João Garrigó

Veja Também
Últimas Notícias

Utilizamos cookies para permitir uma melhor experiência em nosso website e para nos ajudar a compreender quais informações são mais úteis e relevantes para você. Por isso é importante que você concorde com a política de uso de cookies deste site.