MS Saúde realiza 34 cirurgias de pterígio neste sábado e faz mutirão oftalmológico no interior

  • Saúde
  • nrodrigues
  • 07/julho/2023 12:24 pm
  • Agência de Noticias do Governo de Mato Grosso do Sul

O Projeto ‘MS Saúde: Mais Saúde, Menos Filas’ realiza 34 cirurgias de pterígio (membrana que cresce em volta dos olhos), neste sábado (8), no Hospital da SIAS (Sociedade Integrada de Assistência Social), em Fátima do Sul. No final do mês de junho, cerca de 99 pacientes que passaram por avaliação de pré-operatório e 57 pacientes receberam a indicação médica para a realização da cirurgia de pterígio, 27 outros tipos de encaminhamentos e 15 faltaram a consulta médica.

A diretora-geral de Gestão Estratégica da SES (Secretaria de Estado de Saúde) e coordenadora do MS Saúde, Maria Angélica Benetasso, esclarece quanto a importância da avaliação médica para esses pacientes que se encontram na fila de espera.

“No caso destes pacientes foi detectado a real necessidade da realização da cirurgia. Mas tivemos outras situações como aqueles pacientes que receberam como indicação médica o uso de óculos de grau após a consulta, ou seja, não havendo a necessidade da realização de uma cirurgia eletiva. Por isso, a importância destes pacientes passarem por uma avaliação médica criteriosa durante as consultas de pré-operatório”, explica Maria Angélica.

Assim, os 34 pacientes dos municípios de Aral Moreira, Caarapó, Caracol, Ivinhema, Taquarussu e de Fátima do Sul serão os primeiros a passarem por uma cirurgia eletiva dentro do Projeto ‘MS Saúde: Mais Saúde, Menos Filas’.

A diretora executiva do Hospital SIAS, Rosa Conceição da Costa Villas Boas, destaca a importância da realização das cirurgias eletivas. “Para nós receber um projeto desta magnitude é uma honra. E ao saber que vamos poder contribuir para melhorar a qualidade de vida das pessoas que por muitas vezes, aguardam há muito tempo na fila de espera. Só da gente poder iniciar este serviço já nos honra muito”.

Mais mutirões da Saúde

Seguindo o cronograma, o Projeto “MS Saúde: Mais Saúde, Menos Fila”, chega a mais dois municípios do Estado. Ao todo, 520 pacientes de diversas localidades do Estado farão em Bataguassu e Santa Rita do Pardo as consultas do pré-operatório de pterígios e de catarata neste final de semana.

“Serão avaliados neste sábado (8), 240 pacientes de pterígio no Hospital Santa Casa em Bataguassu. E no domingo (9), mais 280 pacientes de catarata na Unidade Mista de Saúde Nossa Senhora do Perpétuo Socorro em Santa Rita do Pardo. Totalizando 520 pacientes nesta segunda etapa das cirurgias oftalmológicas”, explica Benetasso.

De Bataguassu estão pacientes dos municípios de: Água Clara, Alcinópolis, Bela Vista, Brasilândia, Bodoquena, Bonito, Corguinho, Coxim, Dourados, Guia Lopes da Laguna, Jardim, Rio Verde de Mato Grosso, Terenos e de Bataguassu.

Já de Santa Rita do Pardo estão pacientes dos municípios de Alcinópolis, Água Clara, Amambai, Bataguassu, Batayporã, Bodoquena, Ivinhema, Japorã, Paranaíba, Taquarussú e Santa Rita do Pardo.

A coordenadora do MS Saúde ainda ressalta a necessidade de a população atualizar o cartão do SUS em uma unidade de saúde ou nas secretariais municipais de saúde. “No mutirão de Fátima do Sul, nós já identificamos que tivemos um índice de absenteísmo de quase 15%, ou seja, pessoas faltantes que não compareceram nas consultas por alguma razão. Por isso, a importância da atualização cadastral do cartão do SUS, com endereço e número de telefone”.

Sobre o Programa MS Saúde

Para o Ano I do Projeto MS Saúde, 37 estabelecimentos de Saúde de 32 municípios fizeram a adesão ao programa para a realização de cirurgias eletivas. E mais 33 estabelecimentos de saúde de 19 municípios fizeram a adesão para a realização de exames com a finalidade diagnóstica. Com recurso federal, há 22 estabelecimentos de saúde de 20 municípios que estão credenciados para a realização de cirurgia eletiva.

O Programa MS Saúde prevê que prefeituras e estabelecimentos de saúde estabeleçam convênios que vão garantir a realização de 15 mil cirurgias eletivas em diversas especialidades, entre elas: oftalmologia, otorrinolaringologia, cirurgia vascular, cirurgia geral e ortopedia.

Também estão previstas a realização de 42,5 mil exames diagnósticos como ressonância magnética com contraste, ressonância magnética (sedação), tomografia computadorizada, endoscopia, densitometria, colonoscopia, holter 24 horas, cintilografia, entre outros.

O Governo do Estado disponibilizou R$ 45 milhões de recursos próprios e R$ 7,9 milhões de recursos federais para atender à população.

Rodson Lima, Comunicação SES
Fotos: Álvaro Rezende

Veja Também
Últimas Notícias

Utilizamos cookies para permitir uma melhor experiência em nosso website e para nos ajudar a compreender quais informações são mais úteis e relevantes para você. Por isso é importante que você concorde com a política de uso de cookies deste site.