No PR, agentes de MS se capacitam em curso nacional do Depen

  • Geral
  • nrodrigues
  • 06/novembro/2018 11:30 am
  • Agência de Noticias do Governo de Mato Grosso do Sul

Campo Grande (MS) - Servidores da Agência Estadual de Administração do Sistema Penitenciário (Agepen) participaram do curso de Habilitação de Operadores do Dispositivo Elétrico Incapacitante Spark, na última semana. As aulas foram realizadas pela Escola Nacional de Serviços Penais do Departamento Penitenciário Nacional (Depen), na cidade de Cascavel, localizada no interior do Paraná.

Ao todo, cinco servidores da Agepen participaram da capacitação, dentre eles, três integrantes do Comando de Operações Penitenciárias (Cope) – sendo dois da base de Naviraí e um de Caarapó, e dois agentes da Unidade Penal “Ricardo Brandão” (UPRB), de Ponta Porã.

Com aulas teóricas e práticas, o curso foi ministrado por instrutores do Depen.

Idealizado pela agente federal de Execução Penal e coordenadora do Núcleo de Ensino e Operações (Neop) em Catanduvas, Isabela Tonassi, o curso teve como objetivo capacitar agentes penitenciários de várias regiões do País para manusear o dispositivo elétrico.

Considerada uma arma não letal, a Spark emite pulsos elétricos que atuam sobre o sistema neuromuscular, causando desorientação, fortes contrações musculares e queda do indivíduo, permitindo a incapacitação temporária do agressor. 

O disparo é realizado através do acionamento do gatilho de ação progressiva que, ao ser pressionado, permite que o dispositivo emita pulsos elétricos por um período de 5 segundos.

O curso teve como objetivo capacitar agentes penitenciários de várias regiões do País.

Com aulas teóricas e práticas, o curso foi ministrado por instrutores do Depen, dentre eles, Pires, Samuel Maia, Maycon Rottava, Claudevan e Dias. Com carga horária de oito horas, os participantes terão direito ao certificado que será emitido pela Escola Nacional de Serviços Penais.

Durante o curso, os operadores de segurança pública aprenderam que tal dispositivo faz parte da doutrina de uso escalonado/ controlado/ progressivo da força, e não gera qualquer tipo de dano à saúde daqueles que são atingidos.

Tatyane Santinoni - Agência Estadual de Administração do Sistema Penitenciário (Agepen) com colaboração dos agentes Jonas dos Santos (PSMN) e Willian Fagner (UPRB)

Fotos: Divulgação

Veja Também
Últimas Notícias

Utilizamos cookies para permitir uma melhor experiência em nosso website e para nos ajudar a compreender quais informações são mais úteis e relevantes para você. Por isso é importante que você concorde com a política de uso de cookies deste site.