Pelo apoio à cultura do Estado, governador recebe comenda do “Mérito Literário”

  • Cultura
  • 26/agosto/2017 2:43 pm
  • Portal do Governo de Mato Grosso do Sul

Campo Grande (MS) – Como parte das comemorações dos 40 anos de criação do Estado, a Academia Sul-mato-grossense de Letras (ASL) ganhou a sua sede própria inaugurada na noite de sexta-feira (25.8). É a primeira Academia de Letras do país a ter um prédio próprio construído pelo Governo do Estado, conforme foi diversas vezes citado durante a solenidade de inauguração.

Durante a solenidade, o governador Reinaldo Azambuja, que esteve acompanhado da primeira-dama, Fátima Azambuja, e dos secretários Eduardo Riedel (Governo e Gestão Estratégica) e Athayde Nery (Cultura e Cidadania), recebeu o certificado e o colar de “Mérito Literário”. De acordo com o presidente da ASL, Reginaldo Alves de Araújo, a comenda é em reconhecimento pelo comprometimento do governador com a cultura e a literatura sul-mato-grossense, demonstrada principalmente na determinação de concluir a obra da sede própria da Academia, cujo projeto foi iniciado na gestão anterior.

“Além de abrigar os acadêmicos em suas atividades e reflexões e disponibilizar acervos literários, esse prédio, com sua estrutura, pode se constituir em mais um espaço de debates de interesse da comunidade. Investir em um espaço onde se convergem os conhecimentos é a contribuição do governo para a preservação da memória literária e produção do saber em benefício da nossa cultura”, afirmou Reinaldo Azambuja, em seu discurso de agradecimento pela comenda recebida.

Reginaldo de Araújo destacou que a entrega da comenda do Mérito Literário ao governador Reinaldo Azambuja é pela decisão dele de realizar um grande sonho que começou em outubro e 1971, quando Ulisses Serra, junto os amigos José Couto Vieira Pontes e Germano Barros de Souza, criaram a Academia de Letras e História de Campo Grande. “O governador Reinaldo Azambuja cuidou de concluir esse sonho agasalhado há quase 46 anos”, afirmou.

A sede própria da Academia Sul-mato-grossense de Letras foi construída pelo Governo do Estado, por meio da Fundação de Cultura, numa área doada pela família Metello, por isso o auditório recebe o nome de Inah Metello. Foram investidos no projeto R$ 2 milhões. O prédio, de arquitetura moderna assinada por Otávio Loureiro e Helena Adri, possui auditório para 240 pessoas, biblioteca para armazenamento de 4 mil exemplares de livros e salas para as equipes técnicas e para os 40 acadêmicos titulares da ASL. Os dois novos integrantes da Academia são o senador Pedro Chaves, que também compôs a mesa durante a solenidade de inauguração da sede própria, e o advogado Oswaldo Barbosa de Almeida.

Também receberam a comenda do “Mérito Literário” o ex-governador André Puccinelli e o desembargador aposentado Rêmolo Leteriello. O evento contou a participação de membros da Academia de Letras de outros estados, entre eles Damião Ramos Cavalcanti, presidente da Academia de Letras da Paraíba, que também fez parte a mesa.

E o apoio do Governo do Estado não para por aí. O secretário de Estado de Cultura e Cidadania, Athayde Nery, disse que outra ação já vem sendo analisada. “Vamos fazer mais uma parceria para colocar a estrutura da instituição à disposição das escolas de todo o Estado, promovendo a literatura”, disse ele. Veja mais fotos.

Paulo Yafusso - Subsecretaria de Comunicação (Subcom)

Foto: Edemir Rodrigues

Veja Também
Últimas Notícias

Utilizamos cookies para permitir uma melhor experiência em nosso website e para nos ajudar a compreender quais informações são mais úteis e relevantes para você. Por isso é importante que você concorde com a política de uso de cookies deste site.