PGE-MS apresenta protótipo de inteligência artificial para outras Procuradorias do Brasil

  • PGE
  • Paulo de Camargo Fernandes
  • 09/agosto/2023 2:13 pm
  • Agência de Noticias do Governo de Mato Grosso do Sul

O LabPDI (Laboratório de Pesquisa, Desenvolvimento e Inovação) da PGE-MS (Procuradoria-Geral do Estado de Mato Grosso do Sul) apresentou para outras procuradorias do Brasil o algoritmo baseado em modelos de processamento de linguagem natural que está sendo desenvolvido na instituição. O projeto vai ao encontro das diretrizes do Governo Digital, além de garantir maior eficiência administrativa nos trabalhos exercidos pelo órgão.

O algoritmo denominado ‘Quati’ é uma IA (Inteligência Artificial) que irá lidar com processamento de texto. No primeiro momento, a tecnologia será implantada na Procuradoria de Assuntos Tributários e trará ganhos como a otimização de tempo e de recursos.

Durante a reunião com a PGE-RJ (Procuradoria-Geral do Estado do Rio de Janeiro), a PGFN (Procuradoria-Geral da Fazenda Nacional) e a PGE-PR (Procuradoria Geral do Estado do Paraná), o procurador do Estado responsável pelo LabPDI, Fabio Hilário Martinez, apresentou o ‘Quati’ e discutiu estratégias e o uso da tecnologia nas procuradorias.

A pauta da reunião envolveu a troca de experiência em relação a soluções tecnológicas direcionadas para a arrecadação. A PGE-RJ apresentou o funcionamento da Procuradoria da Dívida Ativa, em especial do Núcleo de Pesquisas. A PGFN apresentou uma solução que envolve ciência de dados direcionada a arrecadação fiscal dos créditos da Fazenda Nacional.

Já a PGE-MS apresentou soluções em desenvolvimento pelo LabPDI que envolvem automação de rotinas para o contencioso fiscal e a PGE-PR participou como ouvinte das experiências.

Para o procurador do Estado Fabio Martinez, a troca de experiência potencializa a capacidade absortiva das Procuradorias e coloca a PGE-MS como uma das pioneiras na implementação da IA em suas rotinas.

“A apresentação das soluções em desenvolvimento pelo Laboratório da PGE, bem como a etapa de execução do projeto posiciona a PGE-MS entre as Procuradorias mais avançadas no emprego de soluções robóticas para automação de processos, ampliando o arranjo institucional da pesquisa, já que atrai stakeholders para o projeto. Como exemplo, destacamos o interesse da PGE do Pará na composição dos beneficiários das soluções em desenvolvimento”, pontuou o procurador.

O pesquisador e desenvolvedor em Tecnologia da Informação, Leonardo Crivellaro, também participou da reunião e ressaltou que o momento proporcionou a oportunidade de interagir com profissionais e especialistas atuantes na área da execução fiscal.

“Conhecer as soluções por diferentes pontos de vista nos auxilia a ter um domínio mais amplo e completo das regras de negócio envolvidas nas soluções da área. Além disso, esse networking proporciona o compartilhamento de tecnologias e ideias que podem encurtar e acelerar a trajetória para a inovação na nossa PGE”, frisou.

Também participaram da reunião a procuradora do Estado do Rio de Janeiro Natalia Faria, o procurador Thiago Morelli que representou a PGFN e os servidores e procurador do Estado do Paraná Cassiano André Kaminski.

Hanelise Brito, PGE

Veja Também
Últimas Notícias

Utilizamos cookies para permitir uma melhor experiência em nosso website e para nos ajudar a compreender quais informações são mais úteis e relevantes para você. Por isso é importante que você concorde com a política de uso de cookies deste site.