Programa de Estágio e Capacitação Técnica do Governo oferecem oportunidade de ouro para acadêmicos

  • Gestão Pública
  • Alexandre Carvalho Gonzaga
  • 07/agosto/2023 5:00 am
  • Agência de Noticias do Governo de Mato Grosso do Sul

O desejo mais comum entre os universitários é concluir o curso e já entrar no mercado de trabalho de sua área, ganhando dinheiro e começando uma nova fase da vida. Em muitos casos, isso não acontece devido à falta de oportunidades nas empresas, que exigem profissionais com experiência. No início de 2023, um levantamento divulgado pela consultoria IDados revelou que aproximadamente 5,4 milhões de jovens não conseguem emprego qualificado.

Porém, uma solução foi disponibilizada no Mato Grosso do Sul com a implantação do Programa de Estágio Supervisionado e Capacitação Técnica, em 2021, idealizado, pelo então, secretário de Governo Eduardo Riedel, hoje, governador do Estado.

A proposta do Programa de Estágio Supervisionado e Capacitação Técnica é formar talentos, fortalecer a formação dos acadêmicos e ainda proporcionar uma vivência do funcionamento interno público.

A partir da próxima semana, mais um grupo de jovens iniciará o Programa. A cerimônia de recepção e integração dos novos estagiários será realizada no dia 7 de agosto de 2023, às 14 horas, no auditório da Universidade Estadual de Mato Grosso do Sul (UEMS). A terceira turma, composta por 116 estudantes, inicia as atividades nos órgãos públicos no próximo dia 11 de agosto.

Programa de Estágio Supervisionado e Capacitação Técnica

O programa é realizado pelo Governo do Estado, por meio da Fundação de Apoio e de Desenvolvimento do ensino, Ciência e tecnologia (Fundect) e Secretaria de Estado de Governo e Gestão Estratégica (Segov), em parceria com a Universidade Federal de Mato Grosso do Sul (UFMS), Universidade Estadual de Mato Grosso do Sul (UEMS) e Fundação de Apoio à Pesquisa, ao Ensino e à Cultura (Fapec).

Podem participar os acadêmicos dos municípios de Aquidauana, Campo Grande, Corumbá, Naviraí, Nova Andradina, Paranaíba, Ponta Porã e Três Lagoas. O período de estágio é de um ano, podendo ser prorrogado por mais 12 meses. Os estudantes cumprem uma carga horária de 30 horas semanais, com bolsa-auxílio no valor de R$1.100,00, auxílio transporte de R$200,00 e seguro.

Para Pedro Ortale, coordenador estratégico pelo Programa de Estágio, este projeto pode ser visto como uma grande janela de oportunidades que beneficia três pilares: os acadêmicos, o Governo do Estado e a sociedade sul-mato-grossense.

“Aos acadêmicos pelo enriquecimento curricular ao proporcionar formação complementar e experiência no dia a dia em inúmeros órgãos da Administração pública do Estado.  Ao governo, pela oportunidade de reoxigenação da máquina pública ao incorporar um verdadeiro encontro de culturas entre servidores experientes e graduandos. Por último, a sociedade que se beneficia com o aprimoramento dos serviços públicos”, justifica Ortale.

Conforme relatórios de avaliação, que são realizados trimestralmente, em mais de 50% dos setores que possuem estagiários tiveram inovação nas práticas do ambiente de trabalho.

De acordo com o coordenador, quase 250 acadêmicos ingressaram no Programa de Estágio em 2022, sendo 125 na primeira turma e 124 na segunda.

Gabriel Diniz Fernandes, acadêmico de Jornalismo na UFMS, faz parte da terceira turma de estagiários e contou como esta oportunidade será importante no desenvolvimento em sua área. “Eu acho que o estágio vai me ajudar principalmente na minha formação como um profissional já que para mim, a prática é a parte mais importante dessa formação, e estar em um meio com profissionais que já atuam em diversas áreas pode trazer esse conhecimento. Além disso, também acredito que ajuda muito na criação de contatos e vínculos com pessoas de diferentes áreas, o que hoje em dia também é algo importante na profissionalização de uma carreira”.

Processo seletivo

 As inscrições são gratuitas e só podem ser feitas pela internet, no endereço eletrônico da Fapec (https://concurso.fapec.org/). O processo seletivo é realizado por meio de prova escrita, de caráter eliminatório e classificatório. Após o resultado do teste, os candidatos selecionados participam da capacitação técnica. Nesta fase, são oferecidos oito cursos: “Atendimento e Ética”, “Elaboração de Indicadores”, “Gestão de Riscos”, “Informática Avançada”, “Introdução à Gestão Estratégica”, “Introdução ao Gerenciamento de Projetos”, “Introdução ao Gerenciamento por Processos” e “Introdução às Finanças Públicas”.

Após concluírem os cursos, os estagiários são direcionados para secretarias, agências e fundações do Governo de Mato Grosso do Sul. Tendo a oportunidade de vivenciar, na prática, os conteúdos ministrados nas salas de aulas, além de uni-los com as atividades da gestão pública.

Quem pode participar?

 As vagas são destinadas a estudantes das universidades participantes do CRIE/MS (Conselho de Reitores das Instituições de Ensino Superior de Mato Grosso do Sul), sendo elas: UFMS (Universidade Federal Mato Grosso do Sul), UEMS (Universidade Estadual de Mato Grosso do Sul), UFGD (Universidade Federal da Grande Dourados), Universidade Católica Dom Bosco (UCDB) Universidade Anhanguera-Uniderp e IFMS (Instituto Federal de Mato Grosso do Sul).

O estudante não poderá ser concluinte do curso no ano em que foi oferecido o programa de estágio ou estar cursando apenas disciplinas em regime de dependência. Para concorrer às vagas, os acadêmicos devem estar matriculados a partir do 3° ano ou 6° semestre.

João Pedro Flores, Programa Estágio Supervisionado

Foto: Bruno Rezende/Arquivo

Veja Também
Últimas Notícias

Utilizamos cookies para permitir uma melhor experiência em nosso website e para nos ajudar a compreender quais informações são mais úteis e relevantes para você. Por isso é importante que você concorde com a política de uso de cookies deste site.