Projeto da Reforma Administrativa do Estado pode ser votado em regime de urgência

  • Rádio
  • 21/fevereiro/2017 7:30 am
  • Agência de Noticias do Governo de Mato Grosso do Sul

O Governo do Estado entregou aos deputados estaduais o projeto da reforma administrativa do executivo e o projeto que limita o teto dos gastos públicos. O objetivo é garantir o equilíbrio nas contas.

De acordo com o secretário de Estado de Governo e Gestão Estratégica, Eduardo Riedel, os deputados estão cientes da importância da reforma apresentada.

O presidente da Assembleia Legislativa, deputado Junior Mocchi, acredita que é possível iniciar a votação logo após o carnaval.

O líder do governo da Assembleia, deputado Rinaldo Modesto acredita que por meio de acordo entre lideranças será possível votar a reforma em regime de urgência, tendo em vista à importância do projeto.

Para Eduardo Riedel, o Governo do Estado tem pressa, uma vez que a arrecadação do ICMS do gás natural da Bolívia sofreu queda drástica. O imposto é considerado um dos mais relevantes na composição da receita sul-mato-grossense. Segundo o secretário, o governador já está articulando uma solução para que a Petrobrás se posicione diante da situação.

Acompanham a agenda do governador Reinaldo Azambuja, nessa terça-feira, 21 de fevereiro em Brasília o secretário de Meio Ambiente e Desenvolvimento Econômico, Jaime Verruck, o secretário de Fazenda, Marcio Monteiro, o presidente da Assembleia Legislativa, deputado Junior Mocchi, além dos integrantes da bancada Federal.

Lívia Machado – Subsecretaria de Comunicação de Mato Grosso do Sul

Veja Também
Últimas Notícias

Utilizamos cookies para permitir uma melhor experiência em nosso website e para nos ajudar a compreender quais informações são mais úteis e relevantes para você. Por isso é importante que você concorde com a política de uso de cookies deste site.