Projeto trabalha enfrentamento à drogadição na Penitenciária de Dourados

  • Agepen
  • nrodrigues
  • 30/abril/2017 9:30 am
  • Agência de Noticias do Governo de Mato Grosso do Sul

Campo Grande (MS) – Com a proposta de ajudar detentos a superarem o vício em entorpecentes, a Agência Estadual de Administração do Sistema Penitenciário (Agepen) desenvolve o “Projeto Recomeçar” em presídios de Mato Grosso do Sul, que consiste na realização de reuniões, dinâmicas de grupo, palestras e apresentação de vídeos motivacionais e filmes.

Coordenada pela diretoria de Assistência Penitenciária da Agepen, por meio da Divisão de Promoção Social, a iniciativa busca conhecer a experiência de vida de cada um dos envolvidos, analisando a compreensão da forma como eles reagem, os modos como fazem e de que forma escolhem as substâncias, no sentido de identificar as principais dificuldades enfrentadas.

Entre as unidades em que o projeto é desenvolvido está a Penitenciária Estadual de Dourados (PED), cujos trabalhos tiveram início há um ano e são coordenados pelos agentes penitenciários André Sotolani Claudino (assistente social) e a Kélli Oliveira Rocha (psicóloga). Atualmente, oito custodiados estão participando.

Os encontros do “Recomeçar”, na PED, acontecem às segundas-feiras, tendo como referencial os “doze passos”, as “doze tradições” e os “doze conceitos” do Narcóticos Anônimos (NA). Conforme os coordenadores, é abordada uma problematização sobre o uso de drogas, sendo favorecida a troca de experiência por parte dos participantes.

Para o diretor adjunto da penitenciária, Rangel Schveiger, neste um ano de projeto estão sendo notáveis os progressos no processo de recuperação dos adictos. “É possível verificar aumento da autoestima, autoconfiança e esperança de que é possível vencer a dependência das drogas”, relata.

Texto e foto: Keila Oliveira - Agência Estadual de Administração do Sistema Penitenciário (Agepen)

 

Veja Também
Últimas Notícias

Utilizamos cookies para permitir uma melhor experiência em nosso website e para nos ajudar a compreender quais informações são mais úteis e relevantes para você. Por isso é importante que você concorde com a política de uso de cookies deste site.