Publicação do Conselho Brasileiro de Oftalmologia recomenda Caravana da Saúde de MS

  • Saúde
  • 05/maio/2015 11:16 am
  • Agência de Noticias do Governo de Mato Grosso do Sul

Campo Grande (MS) – O atendimento oftalmológico prestado pela Caravana da Saúde em Mato Grosso do Sul foi citado pelo Conselho Brasileiro de Oftalmologia (CBO) como bom exemplo e alternativa para levar a prestação de serviço médico às pessoas que vivem em áreas carentes. O mutirão idealizado pelo governador Reinaldo Azambuja ajudou a ilustrar o projeto Mais Acesso à Saúde Ocular do CBO, que reúne propostas para expandir o acolhimento oftalmológico no Brasil, sobretudo em locais onde há pouca oferta de atendimento.

A publicação de abril de 2015 “propõe o desenvolvimento de 20 ações distintas que, juntas, garantirão o aumento da oferta de atendimento e redução das desigualdades regionais na área da saúde ocular, além do fortalecimento da política de educação permanente com a integração ensino-serviço em Oftalmologia”. Entre elas, está a realização de caravanas da saúde ocular.

Defendendo a realização das caravanas, o CBO afirma que “oftalmologia brasileira tradicionalmente responde de forma entusiasmada ao chamamento para participação em atividades sociais. Assim aconteceu em diversos mutirões realizados em parceria com o Poder Público e também com entidades do Terceiro Setor”.

O conselho ainda afirma que a organização de caravanas se transforma como alternativa para levar a oftalmologia às áreas mais carentes, que podem ser encontradas na maioria dos municípios brasileiros de pequeno porte – com menos de 30 mil habitantes – e que tem a instalação de serviços permanentes de saúde inviabilizada.

_MG_0655.jpg
Dos 11 polos regionais de saúde, Coxim foi o primeiro a receber a caravana - Foto: Edemir Rodrigues

Benefícios

Para o CBO, os benefícios dos mutirões são muitos. Segundo o conselho, eles permitem “que se faça a avaliação oftalmológica, a prescrição de óculos e a prevenção de doenças – reduzindo significativamente o risco de agravamento em diversos casos. Além disso, permite que o problema de falta de infraestrutura em pequenas cidades seja contornado”.

No documento publicado pela instituição, além de explicar e detalhar o funcionamento da Caravana da Saúde de Mato Grosso do Sul, o CBO orienta como o Poder Público, o Terceiro Setor e a Iniciativa Privada, por meio de parceria, podem operacionalizar um mutirão da saúde: “mapear as áreas carentes e organizar mutirões com residentes para atendimento de crianças previamente triadas nas escolas. O CBO estimularia seus cursos de especialização a fazer tais atendimentos, utilizando as unidades itinerantes (ônibus), das universidades federais”.

Acesse aqui, na íntegra, o documento Mais Acesso à Saúde Ocular, do CBO.

Caravana da Saúde em Coxim
Em Coxim, dona Francinete foi uma das pacientes que passou por procedimento oftalmológico - Foto: Chico Ribeiro

A Caravana da Saúde de Mato Grosso do Sul

Desde o início de 2015 o Governo do Estado de Mato Grosso do Sul assumiu integralmente o compromisso da reestruturação do sistema de saúde, com o objetivo de proporcionar uma melhor assistência à população sul mato-grossense. Considerando os problemas levantados pelo Governo que atinge a estrutura de atendimento de média e alta complexidade concentrada na Capital, além das filas para a realização de cirurgias, o Governo do Estado desenvolveu o projeto Caravana da Saúde.

A garantia do acesso aos serviços de saúde de forma rápida e a manutenção dos atendimentos, proporcionando a melhor qualidade da saúde sul mato-grossense é a principal meta do programa que passará pelas 11 microrregiões de saúde do estado (Coxim, Aquidauana, Campo Grande, Coxim, Jardim, Corumbá, Dourados, Naviraí, Nova Andradina, Ponta Porã, Paranaíba e Três Lagoas).

Na parte de atendimentos, todos os serviços que compõem os trabalhos da Caravana da Saúde integram a rede do Sistema Único de Saúde (SUS). Para levar a assistência aos 79 municípios o programa conta com uma grande estrutura formada por profissionais de saúde e veículos adaptados para a realização de consultas, diagnósticos e cirurgias. Entre as especialidades oferecidas estão: Ortopedia, Cirurgia Geral, Oftalmologia, Urologia, Otorrinolaringologia e Cirurgia Ginecológica.

Também farão parte do cronograma: consultas odontológicas, tomografia computadorizada, raio-x, mamografia, além de exames para aferição da pressão arterial, glicemia, HIV, capacitação, palestras e gincanas. Na área de infraestrutura estão previstas reformas, ampliações e adequações da rede físicas, além da entrega de equipamentos.

Elevar os serviços de saúde é a meta do programa Caravana da Saúde para garantir ao estado de Mato Grosso do Sul a qualidade nos atendimentos essenciais em saúde, evitando não apenas o acúmulo de demandas, mas também mantendo a excelência dos serviços oferecidos para todas as regiões.

Veja Também
Últimas Notícias

Utilizamos cookies para permitir uma melhor experiência em nosso website e para nos ajudar a compreender quais informações são mais úteis e relevantes para você. Por isso é importante que você concorde com a política de uso de cookies deste site.