Recursos do FGTS não podem ser bloqueados para quitação de dívidas, segundo Procon

  • Rádio
  • 15/março/2017 4:13 pm
  • Agência de Noticias do Governo de Mato Grosso do Sul

A liberação FGTS, de contas inativas, para saques foi uma medida tomada pelo Governo Federal com o objetivo de injetar dinheiro na economia. Porém, o Procon/MS, está preocupado, especialmente em relação aos correntistas da Caixa Econômica Federal, cujo crédito será automaticamente depositado em conta poupança, e também em relação aos trabalhadores que optarem pela transferência dos recursos para contas em outras instituições financeiras.

Por isso, neste dia 15 de março, dia do Consumidor, a superintendente do Procon/MS, Rosimeire Cecília da Costa, orienta que os valores do FGTS, assim como do salário, não podem ser bloqueados para quitação de dívidas bancárias, o que é um procedimento ilegal.

Rosimeire orienta que caso ocorra o bloqueio dos valores, o Procon/MS já está preparado para registrar as reclamações.

Em Mato Grosso do Sul, de acordo com dados da Caixa Econômica Federal, mais de 537 mil pessoas terão direito ao saque do FGTS.

As reclamações podem ser feitas no endereço eletrônico www.consumidor.gov.br ou no Procon Estadual, que fica na Rua 13 de junho, 930, centro, em Campo Grande. O horário de funcionamento é de segunda a sexta-feira, das 7 às 19 horas. O Disque Denúncia do Procon/MS é o número 151 e o telefone (67) 3316-9800.

Katiuscia Fernandes - Subsecretaria de Comunicação (Subcom)

Veja Também
Últimas Notícias

Utilizamos cookies para permitir uma melhor experiência em nosso website e para nos ajudar a compreender quais informações são mais úteis e relevantes para você. Por isso é importante que você concorde com a política de uso de cookies deste site.