Reinaldo fortalece agricultura familiar em Dourados e anuncia entrega de duas mil máquinas e equipamentos

  • Gestão Pública
  • Thereza Christina Amendola da Motta
  • 04/abril/2017 11:59 am
  • Agência de Noticias do Governo de Mato Grosso do Sul

Dourados (MS) - Um termo de cooperação assinado entre Governo do Estado, prefeitura de Dourados e Sindicato Rural do município promete levar melhores condições a agricultura familiar da região. De acordo com o governador Reinaldo Azambuja, o convênio dará suporte aos pequenos produtores para abastecer a Ceasa, que deve ter a licitação aberta dentro de pouco tempo. Na ocasião, Azambuja anunciou ainda que deve entregar durante o ano de 2017, duas mil máquinas e equipamentos que vão servir à agricultura familiar. As comunidades indígenas produtoras também foram beneficiadas e receberam R$ 40 mil para conserto de tratores e compra de óleo diesel para plantio.

Reinaldo assina termo de cooperação em Dourados.

"Essa cooperação vai dar melhores condições e suporte para levarmos nossos produtores da agricultura familiar para dentro do Ceasa, com assistência técnica, qualificação da mão de obra local para melhor prestação de serviço. O convênio tem como objetivo dinamizar e dar mais competitividade ao pequeno produtor. Não basta construir o Ceasa sem fazer todo esse cadeamento para termos uma agricultura familiar muito mais forte", explicou Reinaldo.

Durante o evento, o governador anunciou ainda que deve entregar durante o ano de 2017, duas mil máquinas e equipamentos que vão servir à agricultura familiar. "É o maior volume de investimentos da história dos 40 anos de Mato Grosso do Sul. Vamos potencializar essa parceria e trabalho. Temos diversos programas nesse sentido, além do Terra Boa, o ministro da Agricultura, Blairo Maggi, assinou a autorização do uso de águas no MS para piscicultura. Isso é muito importante porque abre diversas atividades econômicas dentro da agricultura familiar. Fortalecer a agricultura familiar é fortalecer aquele que produz o alimento da cesta básica de todos nós", pontuou.

Os representantes da agricultura familiar das comunidades indígenas beneficiárias do Programa de Apoio às Comunidades Indígenas de Mato Grosso do Sul (Proacin), também receberam uma boa notícia durante o evento.

Comunidades indígenas receberam recursos do Proacin.

O governador realizou a transferência de R$ 40 mil para compra de óleo diesel e recuperação de máquinas e equipamentos das comunidades indígenas para melhorar a condição de produção na agricultura familiar. No mês de janeiro, houve o início dos repasses de insumos agrícolas, com a distribuição de 1.668 sacas de sementes entre milho e feijão e 69.200 mil litros de óleo diesel. A meta é atender as 15 mil famílias estabelecidas em 72 aldeias de oito etnias.

Ceasa

Um dos maiores anseios dos pequenos produtores começa a ganhar forma. Reinaldo informou que dentro de poucos dias vai assinar a ordem de licitação para a obra. Conforme o governador, a construção só não inciou até agora devido a um problema de acesso com a empresa concessionária da rodovia BR-163, a CCRMSVia.

"Fizemos a mudança do projeto. A CCR e o Dnit já concordaram. Agora com tudo equacionado vamos licitar o Ceasa e dar ordem de serviço dessa obra que vai abrigar a produção da agricultura familiar de mais de 32 municípios da grande Dourados. Isso para nós é muito importante. Fortalecer a distribuição desse alimento, para deixamos de ser importador. Hoje, 80% dos hortifrutigranjeiros consumidos em MS vem de São Paulo e Paraná. Vamos aproveitar nossa mão de obra para rever ter esse quadro", afirmou.

Governador durante assinatura de termo de cooperação.

Reinaldo agradeceu o empenho dos colaboradores da Agência de Desenvolvimento Agrário e Extensão Rural (Agraer) pelo trabalho que vem realizando na região e pela reestruturação do escritório, feita com a própria mão de obra dos funcionários que revitalizaram o ambiente de trabalho.

O diretor presidente da Agraer, Enelvo Felini, comemorou as boas notícias. "Somos muito gratos pela parceria com a prefeitura. A cooperação mútua é trabalho técnico fazendo o melhor para o homem do campo. Também trem o Proacin, um programa inédito no MS para atender nossa comunidade indígena. E o sindicato para onde vamos levar os doutores da Agraer fazendo os campos experimentais e no dia da exposição vamos trazer 500, 600, mil produtores rurais para olhar as experiências, ver como se planta, se colhe, como se produz, disseminando a cultura dentro do Estado. E o sonho do nosso Ceasa, que começou a 14 anos atrás. Essas ações com certeza vão mudar a realidade da região produzindo e vendendo para todo Estado", declarou.

Parcerias

Para alavancar investimentos e agregar valor a produção local, o governo destacou ações que vem fortalecendo a estrutura do polo industrial de Dourados, com atração de investimentos como a ampliação da Seara e a instalação da Coamo. Segundo o governador, a crise afetou as famílias, o trabalhador, a dona de casa, os empresários, mas afetou também os governos. Por isso, a necessidade de construir parcerias para superar esse momento.

"Nossa gestão trouxe dois investimentos importantes, sendo um que dobrou o tamanho da indústria da Seara. Ela produz mais de 20 produtos industrializados que vão para o mundo todo com a marca de Dourados. Outro é a Coamo que está fazendo um dos maiores investimentos privados do Brasil, de R$ 670 milhões, em Dourados, para gerar emprego e acima de tudo agregar valor aos nossos produtos. A Coamo vai deixar de ser exportadora de soja para exportar óleo refinado, bruto e farelo de soja produzido aqui. Isso agrega valor e fortalece a economia local. Essa é a logica que estamos buscando em MS", finalizou.

Confira outras fotos.

Diana Gaúna - Subsecretaria de Comunicação (Subcom)

Foto: Chico Ribeiro

Veja Também
Últimas Notícias

Utilizamos cookies para permitir uma melhor experiência em nosso website e para nos ajudar a compreender quais informações são mais úteis e relevantes para você. Por isso é importante que você concorde com a política de uso de cookies deste site.