Reinaldo reivindica no Ministério das Cidades 5 mil moradias para Mato Grosso do Sul

  • Habitação
  • Paulo de Camargo Fernandes
  • 15/março/2017 2:32 pm
  • Agência de Noticias do Governo de Mato Grosso do Sul

Brasília (DF) – O governador Reinaldo Azambuja reivindicou no Ministério das Cidades liberação de recursos para construção de cinco mil moradias populares em Mato Grosso do Sul. A agenda na pasta da Habitação encerrou a sequência de reuniões do governador em Brasília (DF), na terça-feira (15).

Atualmente, o Governo do Estado tem projetos de construção de moradias na Caixa Econômica Federal que dependem da liberação de verbas da União. Na audiência no Ministério das Cidades, Reinaldo solicitou a liberação dos recursos para habitações que vão atender famílias com renda máxima de R$ 1,8 mil. Os projetos atendem casas urbanas e rurais, em vários municípios de Mato Grosso do Sul.

“Recebi a informação de que o Ministério trabalha com a possibilidade de uma nova seleção para construção de casas populares no Brasil. Reivindiquei a inclusão de Mato Grosso do Sul nessa seleção para diminuirmos o déficit habitacional de nossa região”, disse Reinaldo. Segundo ele, e encontro foi positivo e com possibilidades concretas de parceria entre Estado e União para construção de novas moradias.

Estimativas da Agência de Habitação Popular de Mato Grosso do Sul (Agehab) apontam que a edificação de cinco mil residências populares custaria cerca de R$ 50 milhões para os cofres públicos dos governos federal e estadual.

Saldo Positivo

Na bagagem das audiências que cumpriu em Brasília, o governador ainda trouxe o compromisso do ministro da Justiça e Segurança Pública, Osmar Serraglio, em acelerar a liberação de R$ 9,8 milhões do Fundo Penitenciário Nacional (Funpen) para Mato Grosso do Sul.

O recurso faz parte do montante de R$ 54,6 milhões aprovados pelo Departamento Penitenciário Nacional (Depen) para o Estado em dezembro de 2016. O objetivo é investir os R$ 54,6 milhões no sistema carcerário estadual, ampliando em 1.840 o número de vagas em presídios.

Na agenda com o ministro-chefe da Secretaria de Governo da Presidência da República, Antônio Imbassahy, o governador saiu otimista quanto a uma solução positiva para o Estado em relação ao ressarcimento do ICMS do gás boliviano importado pela Petrobras.

Em um encontro informal, na antessala da Secretaria de Governo, o presidente da República Michel Temer perguntou sobre o resultado da audiência de Reinaldo com o presidente da Petrobras, Pedro Parente, ocorrido na última sexta-feira (10), em São Paulo. Após relato do governador sobre a posição da estatal em se posicionar esta semana, Michel Temer telefonou para Pedro Parente pedindo todo empenho para atender as demandas de Mato Grosso do Sul.

Beatricce Bruno e Bruno Chaves - Subsecretaria de Comunicação (Subcom)

Foto: Ministério das Cidades

Veja Também
Últimas Notícias

Utilizamos cookies para permitir uma melhor experiência em nosso website e para nos ajudar a compreender quais informações são mais úteis e relevantes para você. Por isso é importante que você concorde com a política de uso de cookies deste site.