Reinaldo repassa R$ 7 milhões para projetos da UEMS em ensino, pesquisa e extensão

  • Educação
  • 11/julho/2016 4:56 pm
  • Agência de Noticias do Governo de Mato Grosso do Sul

Campo Grande (MS) - O governador Reinaldo Azambuja autorizou nesta segunda-feira (11) o repasse de R$ 7 milhões para a Universidade Estadual de Mato Grosso do Sul (UEMS), por meio de assinatura de termo de outorga firmado com a Fundação de Apoio ao Desenvolvimento do Ensino, Ciência e Tecnologia do Mato Grosso do Sul (Fundect). O recurso contempla, de forma inédita, todos os cursos de graduação e pós-graduação da Universidade, com vistas a consolidar as ações de ciência, tecnologia e inovação no Mato Grosso do Sul.

"Vai melhorar a qualidade da educação na UEMS em todos os níveis", garantiu o governador, que ainda afirmou que o investimento na Universidade Estadual é reflexo de "um governo descentralizado, que determina as ações com os servidores e que confia muito no resultado do trabalho em conjunto".

Esta é a primeira vez que a UEMS recebe este modelo de financiamento. Os recursos concedidos por meio da Fundect vão beneficiar diretamente todos os cursos de graduação, mestrado e doutorados da Universidade, de acordo com as demandas elencadas de cada área específica. Ao todo, foram aprovados 63 projetos, sendo 50 para cursos de graduação e 13 para cursos de pós-graduação (Mestrado e Doutorado), com valor mínimo de R$ 80 mil e máximo de R$ 200 mil, conforme o plano de trabalho apresentado.

"O investimento é um indicativo de sucesso da parceria entre UEMS e Governo do Estado", disse o reitor Fábio Edir. O secretário de Estado de Cultura, Turismo, Empreendedorismo e Inovação, Renato Roscoe, disse que o modelo de outorga empregado na UEMS é inédito em todo o Brasil. "Servirá de modelo para outras iniciativas", falou, lembrando que a Fundect mantém investimentos em bolsas em pesquisas na UEMS e em outras universidades.

Projetos 

Os projetos dos cursos da Universidade Estadual que foram aprovados pela chamada pública da Fundect são voltados para promoção das atividades de ensino, pesquisa e extensão e alcançam unidades da UEMS em 15 municípios: Amambai, Aquidauana, Campo Grande, Cassilândia, Coxim, Dourados, Glória de Dourados, Ivinhema, Jardim, Maracaju, Mundo Novo, Naviraí, Nova Andradina, Paranaíba e Ponta Porã. Outros projetos serão contemplados em segundo edital, previsto para ser publicado ainda em 2016.

O principal objetivo da parceria é fomentar propostas que visem consolidar ações de ciência, tecnologia e inovação no Estado, além da qualificação e elevação dos níveis de ensino de graduação e de pós-graduação. “No fim, o benefício é para toda a sociedade sul-mato-grossense”, destaca o vice-reitor da UEMS, Laércio Alves de Carvalho que acompanha desde o início a tramitação do investimento.

A parceria prevê também intercâmbios intra e interinstitucionais, entre UEMS, Governo do Estado e Fundect, além de intercâmbios nacionais e internacionais.

Bruno Chaves e Danielle Benites, da Subsecretaria de Comunicação | Fotos: Chico Ribeiro

Veja Também
Últimas Notícias

Utilizamos cookies para permitir uma melhor experiência em nosso website e para nos ajudar a compreender quais informações são mais úteis e relevantes para você. Por isso é importante que você concorde com a política de uso de cookies deste site.