Representando o Estado, vice-governador participa da posse do novo presidente do Paraguai

  • Governo
  • Alexandre Carvalho Gonzaga
  • 15/agosto/2023 5:18 pm
  • Agência de Noticias do Governo de Mato Grosso do Sul

"A posse do presidente Santiago Peña vem exatamente no momento em que Mato Grosso do Sul reforça a mensagem de que queremos cada vez mais nos aproximar dos irmãos do vizinho país. Estamos trazendo uma mensagem de amizade, cordialidade, e que promete unir Mato Grosso do Sul ao Paraguai. São laços econômicos, culturais e turísticos que se fortalecem diante das obras da Rota Bioceânica".

Essa foi a saudação levada, em nome do governador Eduardo Riedel, pelo vice-governador José Carlos Barbosa (Barbosinha), que representou o Governo de Mato Grosso do Sul na cerimônia realizada na manhã desta terça-feira (15) no Palácio de Lopez, em Assunção, a capital do país, na posse do novo presidente paraguaio, Santiago Peña.

Para o vice-governador, a presença de Mato Grosso do Sul, representada ainda pelo deputado Paulo Corrêa, da Assembleia Legislativa e o empresário Aurélio Rolim Rocha, em nome do setor industrial do Estado, reforça a certeza de que “queremos reforçar ainda mais os laços de amizade, cordialidade, por um novo perfil de desenvolvimento econômico, turístico e cultural entre nosso Estado e o vizinho país”.

Em julho, o governador Eduardo Riedel esteve em Assunção, acompanhado dos deputados estaduais Gerson Claro e Paulo Correa, para um encontro na embaixada do Brasil, acompanhado de ministros paraguaios.

Penã foi eleito com 43% dos votos válidos, disputando o mandato que vai até 2028 pelo Partido Colorado. No Paraguai não há reeleição para presidente, por isso os eleitos cumprem mandato de cinco anos. Nascido na capital Assunção em 16 de novembro de 1979, Peña, de 43 anos, é economista e já trabalhou no FMI (Fundo Monetário Internacional). Ele também foi ministro das Finanças em 2013, no governo de Horacio Cartes.

A integração econômica

O Governo do Estado de Mato Grosso do Sul investiu nos últimos anos mais de R$ 80 milhões em obras estruturantes em Porto Murtinho, município que faz fronteira com o Paraguai, atendendo ao novo corredor e à logística portuária que se instalou na região. Também garantiu incentivos para reativar a Hidrovia do Rio Paraguai, atraindo operadores e empreendimentos portuários à região.

A rota bioceância em implantação, com extensão de 3 mil quilômetros, vai ligar o Estado através de Porto Murtinho, cruzando o território paraguaio por Carmelo Peralta (município de fronteira com o Brasil, onde governo paraguaio constrói a ponte de US$ 85 milhões), Mariscal Estigarribia e Pozo Hondo, atravessará ainda em território argentino as cidades de Misión La Paz, Tartagal, Jujuy e Salta; ingressando no Chile pelo Passo de Jama, até alcançar os portos de Antofagasta, Mejillones e Iquique.

Clóvis de Oliveira, Comunicação Vice-governadoria
Foto: João Garrigó

Veja Também

NOTA OFICIAL

Com intuito de aprimorar e evoluir na prestação de serviços públicos à população sul-mato-grossense, o governo de Mato Grosso do Sul informa que o ex-delegado-geral de Polícia Civil, Roberto Gurgel […]

Últimas Notícias

NOTA OFICIAL

Com intuito de aprimorar e evoluir na prestação de serviços públicos à população sul-mato-grossense, o governo de Mato Grosso do Sul informa que o ex-delegado-geral de Polícia Civil, Roberto Gurgel […]

Utilizamos cookies para permitir uma melhor experiência em nosso website e para nos ajudar a compreender quais informações são mais úteis e relevantes para você. Por isso é importante que você concorde com a política de uso de cookies deste site.