Secretaria esclarece a população quanto a prevenção da Febre Maculosa em MS

  • Saúde
  • lgomes
  • 22/junho/2023 12:02 pm
  • Agência de Noticias do Governo de Mato Grosso do Sul

A SES (Secretaria de Estado de Estado de Mato Grosso do Sul) divulga a "Nota Técnica Informativa", a fim de auxiliar a população e os profissionais de saúde quanto aos sinais e sintomas da Febre Maculosa transmitida pelo carrapato. O objetivo é conscientizar a todos quanto à prevenção, forma de transmissão e principalmente quanto ao tratamento da doença. O último caso registrado no Estado foi em 2018.

O que é a Febre Maculosa? É uma doença infecciosa, causada por bactérias do gênero Rickettsia e é transmitida por meio da picada do carrapato infectado, do gênero Amblyoma, mais conhecido como carrapato-estrela. Este tipo de carrapato infectado pode estar em animais equídeos, roedores e marsupiais que vivem em áreas rurais ou urbanas.

A doença pode acometer qualquer pessoa de qualquer idade desde que fique exposta ao carrapato contaminado, no entanto, a população economicamente ativa (20 a 49 anos) é a mais atingida, principalmente homens, com relato de exposição a carrapatos e a animais silvestres, estão mais preponderantes a contaminação da doença. O alerta também vale para animais domésticos que frequentaram ambientes de matas, rios ou cachoeiras e que, infelizmente, não estão livres do hospedeiro.

Prevenção

A prevenção da Febre Maculosa consiste em não ter ou dificultar o contato com o carrapato. Para evitar a contaminação pela doença a SES/MS recomenda algumas medidas que devem ser adotadas pela população, principalmente em locais onde há chances de haver exposição à carrapatos:

  • Use roupas claras, para ajudar a identificar o carrapato, uma vez que ele é escuro;
  • Use calças, botas e blusas com mangas compridas ao caminhar em áreas arborizadas e gramadas;
  • Evite andar em locais com grama ou vegetação alta;
  • Use repelentes de insetos;
  • Verifique se você e seus animais de estimação estão com carrapatos;
  • Caso encontre um carrapato colado ao corpo, remova-o com uma pinça. O quanto antes retirar os carrapatos do corpo, menor será o risco  de contrair a doença.
  • Depois de retirado o carrapato do corpo, lave a área com álcool ou água e sabão.
  • Não aperte ou esmague o carrapato, puxe-o com cuidado e firmeza.

Sintomas

Os principais sintomas da Febre Maculosa são:

  • Febre;
  • Dor de cabeça intensa;
  • Náuseas e vômitos;
  • Diarreia e/ou dor abdominal;
  • Dor muscular constante;
  • Inchaço e vermelhidão nas palmas das mãos e sola dos pés;
  • Gangrena nos dedos e orelhas;
  • Paralisia dos membros que inicia nas pernas e chega até os pulmões podendo causar parada respiratória.

Também é comum o aparecimento de manchas vermelhas nos pulsos e tornozelos, que não coçam, mas que podem aumentar em direção às palmas das mãos, braços ou solas dos pés. A doença tem um período de incubação que varia de dois a 14 dias.

Diagnóstico

O diagnóstico da Febre Maculosa é difícil, principalmente durante os primeiros dias de doença, levando em consideração que os sintomas são semelhantes aos de outras doenças, como a leptospirose, dengue, hepatite viral, malária, meningite, sarampo, lúpus e pneumonia.

Porém, durante avaliação médica, o paciente deve ser questionado onde mora e se esteve em locais com mata, florestas, trilhas ecológicas, se teve contato com animais silvestres ou não e se pode ter sido picado por um carrapato. Ao mesmo tempo, o profissional de saúde também pode solicitar exames que possam contribuir para um diagnóstico precoce da doença.

Tratamento

O tratamento da Febre Maculosa é essencial para evitar que a doença chegue a formas mais graves e até mesmo a ocorrência de eventual óbito. O tratamento é feito com antibiótico específico e, em determinados casos, pode ser necessária a internação do paciente.

Assim, a partir da suspeita clínica da doença o tratamento ocorre com antibióticos que deve ser iniciado imediatamente, mesmo antes do resultado laboratorial. Portanto, tão logo surjam os primeiros sintomas, a SES/MS orienta que a população procure uma unidade de saúde em seu município.

Nota Informativa

Desta forma, com objetivo de esclarecimento à população, a Vigilância Epidemiológica da SES (Secretaria de Estado de Saúde), por meio da Gerência Técnica de Zoonoses e do CIEVS (Centro de Informações Estratégicas de Vigilância em Saúde), apresenta a Nota Técnica Informativa sobre a Febre Maculosa.

Confira a íntegra clicando aqui

Kamilla Ratier, SES, com informações do Ministério da Saúde
Foto: Álvaro Rezende

Veja Também
Últimas Notícias

Utilizamos cookies para permitir uma melhor experiência em nosso website e para nos ajudar a compreender quais informações são mais úteis e relevantes para você. Por isso é importante que você concorde com a política de uso de cookies deste site.