Trio Parada Dura não perde o DNA e encerra o Festival de Inverno de Bonito com chave de ouro

  • FIB 2023
  • Natalia Yahn
  • 28/agosto/2023 8:15 am
  • Agência de Noticias do Governo de Mato Grosso do Sul

Sucessos que não saem de moda são entoados pelo público fiel a um dos estilos musicais mais tocados do Brasil. O chapéu, a bota ou botina, junto ao jeans e camisa xadrez são uma identidade que faz parte da alma brasileira, em especial ao nosso Centro-Oeste. Com o agro em alta, Mato Grosso do Sul não podia encerrar um dos seus principais eventos culturais sem o sertanejo subir ao palco.

Leonito, Xonadão e Creone são os nomes da atual formação do consagrado Trio Parada Dura, o responsável por fazer dançar quem é de dança, cantar quem é do canto e chorar quem tem aquele sentimento preso na garganta e precisava soltar a sofrência guardada no coração - e não há palco melhor do que o Festival de Inverno de Bonito 2023 para isso.

"Cantamos músicas que marcaram. Procuramos tirar um sucesso de cada disco. Claro que tem os clássicos Telefone Mudo, Andorinhas, Fuscão Preto, entre outros, mas não deixamos de fora sucessos mais recentes como Aceita que Dói Menos e músicas de amigos nossos que são hinos da música sertaneja", comenta o sanfoneiro Xonadão, integrante do grupo desde 2005.

O tempo de carreira e os sucessos emplacados nas rádios e nas lojas de discos - que outrora ditaram o ritmo da indústria fonográfica - colocam o trio como um dos grupos musicais de maior sucesso do país, uma espécie de The Rolling Stones do interior brasileiro com quase 1,5 milhões de ouvintes mensais na plataforma de streaming Spotify - fora 11 discos de ouro e cinco de platina, além de um DVD de ouro. São 100 milhões de discos vendidos desde 1972, quando foi criado.

"O segredo é justamente o repertório, graças a Deus sempre rico, desde o início. Usufruímos até hoje", explica Creone, que integra o Trio Parada Dura desde sua fundação, "junto a Arca de Noé", conforme brinca Xonadão sobre o tempo de estrada de um dos melhores grupos do país.

Em sua sexta formação, o Trio Parada Dura mantém a mesma qualidade de outrora, conseguindo renovar públicos e seguir sem perder a essência da raiz sertaneja. "A marca Trio Parada Dura é muito forte, então tivemos a felicidade de, apesar dos amigos terem partido, os que colocamos no lugar darem certo e estão aí até hoje", diz Creone, no alto dos seus 84 anos.

"Sempre mantemos a qualidade do show e quem caminha conosco tem o DNA do trio. Quando o Parrerito - falecido por causa da covid-19 em 2021 - se foi, várias pessoas famosas quiseram entrar para o trio, mas não tem o DNA. Eu tenho, o Leonito também, e por isso estamos aqui", conclui Xonadão.

O Festival em 2023

Diferente dos outros anos, em 2023 o Festival de Inverno de Bonito teve um dia a mais, começando na quarta-feira (23) com diversas atividades e apresentações. O show principal foi de Fafá de Belém, enquanto na quinta quem subiu no palco foi Paulinho Moska e Maria Gadú. Na sexta, o show principal foi de Iza, com Emicida se apresentando no sábado no Palco das Águas.

Nyelder Rodrigues, Ascom FIB 2023
Fotos: Marithê do Céu

Veja Também
Últimas Notícias

Utilizamos cookies para permitir uma melhor experiência em nosso website e para nos ajudar a compreender quais informações são mais úteis e relevantes para você. Por isso é importante que você concorde com a política de uso de cookies deste site.